segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Most-wanted books para minha estante!

Tá gente... Ter alguns livros já é sinal daquela sina de que você sempre quer ter mais, maldito sejas tu, consumismo literário que não me deixa na paz de Jah, desinteressada por novas histórias! Hum.

Vamos lá...

1) Eleanor e Park

Tem tudo pra ser um dos meus livros favoritos - quando eu comprá-lo, com certeza! Além da minha paixão por capas fofas (observem a fofura), a história é das minhas: sarcástica, irônica, engraçada e fofa. Muito amor! HAHAH


Eleanor e Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.


2) De volta aos sonhos

Além de ser obra de uma das minhas blogueiras favoritas, a história é absolutamente incrível. Indico muito!



O que você faria se precisasse escolher entre realizar seus sonhos ou ficar com a pessoa que ama? Afinal, o que faz você realmente feliz? Quando achava que sua vida havia por fim se resolvido, e que seu coração tinha encontrado paz e aconchego, Anita acidentalmente volta ao passado mais uma vez. As consequências das mudanças que isso provoca fazem com que ela repense suas prioridades de vida. Enquanto decide o que cursar na faculdade, arruma as malas para trabalhar em um país diferente e percebe que o cara que ama virou uma estrela em ascensão no mundo da música, Anita finalmente começa a pensar em si e nos seus sonhos. Além de buscar o controle de seu destino, ela precisará lidar com escolhas erradas e circunstâncias inevitáveis, na tentativa de desvendar, de uma vez por todas, o mistério do blog que a faz viajar no tempo.








3) Fazendo meu filme (e o resto da coleção inteira)



Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. 
“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades. 








4) Extraordinário


August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.







  



                5) Fazendo uma breve apresentação, o Para onde ela foi é uma versão escrita pelo Adam, que retrata toda a dor e o desespero pela volta da Mia. Ainda não li nenhum dos dois livros, mas já assisti ao filme Se eu ficar e é lindo, lindo, lindo. Apesar de ser trágico demais, é completamente viável se sentir sem chão como a personagem, indico muito!


1) Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas: se ela irá ficar.

2) Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos – não em milhas, não em continentes, não em anos –, e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado. Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.

Pó de Lua



Pó de Lua é basicamente um livro lindo com aquelas ilustrações perfeitas e frases inspiradoras que fazem todo mundo soltar um suspiro de reflexão! HAHAHA As ilustrações da Clarice são lindas, com o traço leve e combinações de sacadas fantásticas. Para ver essas ilustrações, só visitar a Page dela












Por que Indiana, João?



Você pode pensar que, aos quinze anos, João já deveria estar acostumado com provocações, apelidos e humilhações. Afinal, ele é um típico adolescente deslocado e tímido. Alvo perfeito para a ira dos valentões e para o desprezo das garotas. Mas sua vida muda completamente quando reage a um ataque de seu maior algoz. O golpe de sorte que derruba o valentão é gravado e vira hit na internet. João se vê finalmente admirado, respeitado e seguro. Mas tudo tem seu preço e João vai aprender qual o peso que suas escolhas podem ter não só sobre sua vida, mas sobre as vidas de todos ao seu redor. “Por que Indiana, João?” é o livro de estreia de Danilo Leonardi, editor do canal “Cabine Literária” e parte de uma história quase comum para falar sobre algo que não deveria ser tão comum assim e que faz parte da vida de muitos adolescentes, jovens e até de adultos: o bullying.



Depois dessa lista eu percebi o quão fiquei orgulhosa pela presença majoritária de escritores brasileiros. Fazendo sucesso, escrevendo livros bons e espalhando sua genialidade nas cabeças de cada leitor, incríveis!

Até a próxima galere! Me contem seus livros desejados nos comentários, estou esperando! HAHA
Beijos,
Ariana Magalhães


2 comentários:

  1. Eu quero muuuuuito ler "Fazendo meu filme"
    Todos dizem que é ótimo, mas esse ano ainda eu começo a ler! hahah
    Estou seguindo, beijinhos.

    http://calimafreitas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, queremos hahaha Parece ser ótimo!

      Beijão

      Excluir