segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

(In)Certezas


Já tinham me dito certa vez, que gostar de alguém nos torna vulneráveis. Eu deveria ter acreditado nisso. Eu deveria ter seguido o meu pessimismo costumeiro e ter considerado que talvez não fosse dar certo. Eu deveria saber que quando a gente coloca um sorriso bobo no rosto e alguém na cabeça, as chances de se machucar multiplicam por mil.

Acho que o destino me trollou ao me fazer conhecer você. Mas acho também que eu permiti. Deve ter sido porque, por um segundo, eu realmente acreditei que seríamos pra sempre. Te ouvir dizer "minha princesa", me fazia entrar em um estado de êxtase, uma espécie de transe ou sonho bom do qual eu não queria acordar.

Não me arrependo de nada. Nossos momentos juntos ainda continuam em um reprise sem fim aqui dentro. A forma como me senti ao te ver ou te beijar pela primeira vez, e também, como foi na última. A vez em que assistimos a lua daquela roda gigante, e também, quando assistimos ao pôr-do-sol abraçados. Eu lembro de cada detalhe, de cada sensação. Do frio na barriga e da imensa vontade de me perder nos seus beijos.

Sei lá, é estranho e dói muito pensar que chegou ao fim. Você que era tão decidido, acabou se tornando um cara cheio de dúvidas. Duvidar de nós dois nunca esteve nos meus planos. 

Eu sei que nós dois vamos trilhar caminhos diferentes e é engraçado pensar que eu só quero que você seja feliz, com ou sem mim. Sobre o que você me pediu, aquele tempo pra ter realmente certeza, eu te dou. Só não sei se quando você  tiver certeza de mim, ainda terei certeza de você.

Se um dia você tiver certeza, volta a me procurar. Sem isso, nem volta. Se você voltar, pode ser que eu ainda esteja te esperando, mas também pode ser que não. E se eu não estiver, deve ser porque eu encontrei o final feliz da minha história. É, exatamente aquelas páginas que se perderam do nosso livro e que nos fizeram fechá-lo, e no meu caso, trancá-lo em um lugar distante do meu coração machucado.

Pode ser antiquado, mas eu ainda acredito no amor. Pode não ter dado certo agora, mas eu sei que um dia dará. E quando esse dia chegar todos os "nem tão felizes para sempre" vão ser só lembranças de antigas histórias. É verdade o que dizem: Dúvidas são uma merda. Pena que eu tive que te deixar ir pra entender isso.

Bruna Mayla

7 comentários:

  1. ''Pode ser antiquado, mas eu ainda acredito no amor.'' Adorei o texto *-*
    http://www.papodemeninasaer.com/

    ResponderExcluir
  2. Talvez essa dúvida passe e eu vou te ver muito feliz!!! <3

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto, realmente muito bom! (:

    www.simplekawaii.blogspot.com

    Kiss | Danielle

    ResponderExcluir
  4. Guria tu vai ser muito feliz acredite nisso!!! sua inteligência e teu jeito meigo de ser te levaram à lugares incríveis e iram te trazer muitos amores e deixe o tempo passar quem sabe ele tbem traga teu amor teu "Príncipe " de volta e pense se o q fizesste foi realmente o q estava nos teus planos e se o guri pediu um tempo é pra poder lapidar o "diamante" q tu es!!! Guria coloque um sorriso no rosto e siga em frente!!! Converse com ele e se entendam quem sabe o senhor do destino (TEMPO) faça com abra a mente do guri q fez apaixonar seu coração!!!! Vc será muito feliz guria!!! Os anjos de luz iram te mostrar qual caminho seguir!!!
    Bjsss

    ResponderExcluir
  5. eu não sou muito de acreditar no amor porque ja sofri demais mas admiro quem acredite amei o texto super lindo
    descrevendonuvem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. É seu texto? Amei, ficou muito lindo!
    Beijo, Champagne Supernova

    ResponderExcluir
  7. Linda suas palavras :)

    http://gaestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir