quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Sobre perdas irreparáveis e efemeridade do tempo

Oi gente,

Título bem obscuro hoje né?!? Acho que é porque esse é exatamente o meu humor nas últimas semanas. Em um intervalo de apenas 2 semanas, perdi duas pessoas que amava profundamente: meu professor-amigo e meu avô.

E foi exatamente por isso que decidi tratar um pouquinho do assunto morte. Mas, não da morte de quem faz sua passagem. A morte das pessoas que ficam vivas. Muito paradoxo pra um post só né?!? Eu sei, eu sei, sim eu nunca afirmei ser normal.


A verdade é que por mais que digamos que estamos preparados para perder alguém, nós nunca estamos. Por mais que se saiba que quem amamos está sofrendo infinitamente e que a morte seria um alivio às dores da pessoa, somos e sempre seremos egoístas e pensaremos que nós é que iremos sofrer caso elas se vão. É normal e provavelmente todos nos sentimos assim algum dia: impotentes e fracos diante de uma situação irreversível.

Perder algo ou alguém que se ama definitivamente deveria ser o item número 1 na lista das piores coisas na vida humana. Chegar a ser algo imensurável a dor que se sente. E o problema maior é que dói no presente e vai continuar doendo pra sempre.

A morte é algo banal, brutal e atemporal. Nunca se sabe quando ou como ela se apresentará a nós, porém a única certeza que se têm é que um dia ela virá e que mesmo com todos os esforços contrários a ela, ela simplesmente partira com o que nos é inestimável.

Eu gostaria, e sei que todo mundo também, de ter tido mais tempo. De ter dito mais 'Eu te amo' e de ter ouvido mais deles também. Eu gostaria de por apenas mais um segundo rever aqueles que amo. Eu gostaria de ser mais forte, de ter um botão de desligar, algo que me fizesse parar de sentir dor. Infelizmente esse botão não existe e apenas sentindo essa dor nos tornamos mais humanos, como certa vez um amigo me disse.

Não sei como ou por quê ela existe. Sei apenas que deveríamos ouvir Renato Russo quando ele nos disse: "É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar, na verdade não há".

 

Bruna M.

29 comentários:

  1. Bru...

    conheço bem esse sentimento...dois anos depois de perder meu pai, perdi meu avô, um mês depois, meu tio, e um ano depois outro tio... assim... desse jeito...

    E o que fica são as lembranças boas, as brincadeiras, a saudade.

    Bjinhos
    Ju
    asbesteirasquemecontam.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Meus mais sinceros pêsames.
    Eu perdi minha vó recentemente, então sei como você se sente.
    Tenha forças.

    ResponderExcluir
  3. Profundo, me identifiquei muito, me senti assim quando minha avó morreu, senti que eu poderia ter dito a ela que a amava, mas não fiz :/

    http://pequenosviciosdiarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. OOOO, logo agora perto do dia dos pais , é meio complicado, boa sorte , lembre-se de que ele está em um lugar melhor .
    Tem post novo no blog(Garota Donzela) Está falando de um batom show ! Vamos conferir, você vai gostar *-* http://garotadonzela.blogspot.com.br/2013/08/batom-nyx-round-harpia-s2.html

    ResponderExcluir
  5. Eu amei o seu blog,
    Estou seguindo, se puder segue o meu?
    http://soombraegloss.blogspot.com/
    A minha fan page está em baixo do “Arquivo do Blog”
    Bjus.

    ResponderExcluir
  6. Que triste!! :/ A morte é nossa única certeza!! E com certeza a vida pesa muito mais para nós que estamos vivos!!

    Adolecentro

    ResponderExcluir
  7. Ai Bruna, não tenho nem o que falar. Perder alguém querido já é muito difícil, perder duas pessoas então...Desejo que Deus te dê forças, e que você consiga lidar com toda a situação, porque infelizmente, a morte faz parte da vida, e pode ter certeza que seu avô e seu professor estão em um lugar melhor! Fica com Deus! Beijo!

    Ka com K

    ResponderExcluir
  8. Olá Bru, força nessa hora! Infelizmente a perda é algo que todos tem que passar, cedo ou tarde, só que nunca estamos preparados para isso, não é mesmo? Que Deus lhe ilumine nesse momento difícil e que te proteja ♥.

    Beijinhos no coração!
    Meu blog: By - Restless


    -

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente é verdade ;x Obrigada por tudo!

      Beijão

      Excluir
  9. Gente que lindo :'(
    Eu perdi um avô, e fiquei muito triste com essa situação. Eu amava e o amo demais. Sinto saudades.
    http://perfeitateen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Sinto muito pelas suas perdas. É uma coisa triste, mas nesses momentos prfeiro pensar como uma verdadeira budista, a morte deveria ser vista como uma fase da vida e não o fim dela.
    Tem post novo no blog,
    beijos
    barradosno-baile.blogspot.com
    Fica bem !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também prefiro, mas dói assim mesmo! Obrigada!

      Beijos

      Excluir
  11. É uma coisa triste, entendo bem!
    Seguindo seu blog.

    http://mundodeariel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Eita...que notícias tristes :(
    Sinto muito, mesmo, pelas suas perdas. E nunca perdi alguém próximo de mim. Alguém que eu amasse,e não sei o que faria se isso acontecesse. É uma época sombria e triste, eu imagino ;___;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito mesmo! Tô tentando ficar forte!

      Beijão

      Excluir
  13. Lamento muito flor! Mas faz parte da vida, temos que transformar nossa dor em lembranças boas!
    Beijão, melhoras! www.kaoliveira.com

    ResponderExcluir